E o burro zurrava: i. A

O Despertar.

Assim Falou Zaratustra - Friedrich Nietzsche
E o burro zurrava: i. A.

i. A - zurrava - i. A

"Ele leva as nossas cargas; é pacífico e nunca diz não. E o ama o seu deus; castiga−o".

E o burro zurrava: i. A.

"Ignorado passa pelo mundo. A cor do seu corpo, como que envolve a sua virtude, é parda. Se tem talento, oculta−o; mas todos lhe vêem as compridas orelhas".

E o burro zurrava: i. A.

"Tu segues caminhos direitos e caminhos tortuosos; aquele a que os homens chamam direito ou torto, pouco te importa. O teu reino encontra−se além do bem e do mal. A tua inocência é não saber o que se chama inocência".

E o burro zurrava: i. A.

"vê como tu não repeles ninguém, nem os mendigos, nem os reis. Deixas vir a ti as criancinhas, e se os velhacos te querem tentar dizes simplesmente: i. A."

E o burro zurrava: i. A.

"Gostas das burras e dos figos frescos, e não és exigente com a comida. Um caldo te satisfaz as entranhas quando tens fome. Nisso reside a sabedoria de um deus".

E o burro zurrava: i. A.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nietzsche - Os valorosos Medíocres.

O Viciado Nietzsche

A Mulher