Por que será que Deus criou as baratas voadoras?

"A Filosofia para Crianças como um Processo de Emancipação na Infância" Ingrid Ellen da Silva Felix

menino observando
Por que será que Deus criou as baratas voadoras?
“Pesquisar é assim, você aprende na aula de Ciências, que o sistema solar, começou a nascer porque teve uma explosão bem grande, e daí apareceu uma poeira e foi surgindo as estrelas e os planetas e o sol, mas eu acho que foi Deus, quem criou tudo isso. Então eu posso procurar na internet um montão de coisa, que explica como Deus criou o mundo, posso perguntar pro meu pai, pra minha vó e pro padre, pra eles me explicarem tudinho, tim tim por tim tim, de como Deus fez pra criar todo mundo, e até o sol, e os planetas. E aí depois que eu já tiver feito tudo isso, eu posso vim aqui no dia da roda de conversa, e mostrar pra todo mundo, porque eu acho que foi Deus que criou o mundo.” (Hambúrguer, nove anos).
“Por que será que Deus criou as baratas voadoras e porque ele matou os dinossauros?” (Nutela)
“Ué, Nutela, Deus criou a barata pra assustar as meninas e pra gente poder proteger elas quando a gente for grande, porque daí as meninas vão ver que a gente não tem medo da barata e vamos ser os super heróis delas e elas vão se apaixonar pela gente”. (Batata Frita) 
“Nem toda menina tem medo de barata, Deus criou a barata pra gente ter paz no mundo, porque se alguém tiver brigando e aparecer uma barata, todo mundo vai virar amigo, pra poder matar a barata, e Deus matou o dinossauro, porque ele comia muito, e estava acabando com a grama do boi, daí o boi ficava sem comida, e a gente não podia mais comer carne, e todos os humanos estavam morrendo de fome...” (Melancia.) 
“Capaz que foi assim. Deus não matou o dinossauro, é que a namorada do dinossauro não queria ter um filhinho dinossauro, porque ela queria estudar, na terra dos dinossauros, e ter filho gasta muito dinheiro, daí eles foram ficando bem velhinhos, e quando eles ficaram doentes na cama, nem tinha um filho, e nem netinhos, aí eles morreram de tanta tristeza.” (Nutela)
“Os professores, ainda não conseguem ver a criança como um ser humano que pensa, que tem uma opinião rica e válida. Criança quer conversar, quer contar sobre o bolo que ajudou a mãe a fazer em casa, lembrar do conteúdo das receitas.” Ingrid Ellen da Silva Felix

“Sempre brinco com meus colegas que não fui eu quem escolheu a educação. Foi ela quem me escolheu, pois desde muito cedo, ser professora, já estava nos meus planos.” assim Ingrid inicia apresentando sua dissertação de mestrado.

Tomei a liberdade, selecionando um bocadinho, do que Ingrid ouviu dos:

"PEQUENOS FILÓSOFOS"



Todas as citações foram retiradas da Dissertação de Mestrado de Ingrid Ellen da Silva Felix.
Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Humanas, Sociais e da Natureza.

“Eu amei, nem fiquei com vergonha de conversar. Foi um dia muito feliz.” (menina, Melancia)

Dissertação de Mestrado, Ingrid Ellen da Silva Felix.

Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Humanas, Sociais e da Natureza.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nietzsche - Os valorosos Medíocres.

A Mulher

O Viciado Nietzsche